Reconstruindo Caminhos

Reconstruindo Caminhos
Escrevo porque chove saudades no terreno das minhas lembranças e na escrita eu deságuo as minhas urgências, curo velhas feridas e engano o relógio das horas trazendo o passado para brincar de aqui e agora... Costumo dizer que no calçadão da minha memória há sempre uma saudade de prontidão à espreita de que a linguagem da emoção faça barulho dentro de mim e que, nessa hora, o sal das minhas lágrimas aumente o brilho do meu olhar e uma inquietação ponha em desalinho o baú de onde emergem as minhas lembranças, para que eu possa, finalmente, render-me à folha de papel em branco...

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Mil Dúvidas














Motivada pelas tentações da vida mundana, eu coloquei a menina sonhadora que sempre fui para dormir. Acomodei os sonhos românticos na gaveta da minha alma e tentei me adaptar aos tempos modernos. Hoje, uma nova mulher aflora dentro de mim... Ela, apesar de decidida e capaz de ir à busca dos seus desejos, ao se deparar com tantas tentações percebe, entretanto, que a vida segue sem muita graça e nenhum encanto... É que, em meio a toda essa sedução, algumas perguntas surgem em sua cabeça:

- O que fazer se o amor me pegar de assalto? E se o desejo se apossar do meu corpo como se fosse a minha primeira vez? E, continua se perguntando:

- Como conciliar o contraditório se, dentro mim, ainda hoje, caminham juntas a mulher moderna e a menina sonhadora? A qual das duas devo dar asas? Como dizer ao homem amado que aqui, no peito, tem um coração de menina ansioso por cartas, ternuras e declarações de amor, mas há, também, um corpo de mulher que arde, sedento e faminto, pelo toque das suas mãos? Como fazê-lo entender que nos meus sonhos o amor vai bordando delicadezas, que não se encaixam nesses tempos voláteis e de tão poucos sentimentos?

- Não sei! Mil e uma dúvidas. E, por isso essas perguntas.

2 comentários:

lis disse...

Oi Juliêta
Ah!essas'meninas sonhadoras' quando acordam costumam 'preocupar' ... rs
Tomara consigamos todos fazer a menina que existe escondida despertar!
Achei lindo e nenhuma dúvida Ju vai em frente, tá?
beijos

Manu disse...

Amiga Julieta
Como sempre adorei o seu texto.
Permita-me que lhe diga que coloque todas as suas dúvidas de parte e deixe acontecer.
Menina ou mulher sempre há espaço para amar, basta deixar fluir, o resto o tempo se encarregará de cuidar do que for melhor para você.

Beijinhos